Portuguese flagItalian flagEnglish flagGerman flagSpanish flag                                           

Bebês Prematuros – Parte II

Pessoas queridas,

Como havia prometido, agora publico a parte II do post dos Bebês Prematuros. (Veja a parte I aqui no blog)

O fato é: ninguém espera um prematuro!

Mulheres grávidas e suas famílias aguardam a chegada dos seus bebês preparando todo o enxoval, o quartinho e tudo o mais que sonham. Posso afirmar que nenhuma delas, eu inclusive, compra macacõezinhos ou qualquer outra peça de enxoval para o caso de o nenê nascer prematuro. Por essa, nenhuma mãe espera.

De nenhuma forma, se justifica o fato de não haver produtos disponíveis no mercado para estes bebês. Esta é minha crítica. Este foi meu espanto quando fui procurar e não encontrei nada para a Clarissa. Foi como se ninguém admitisse a existência de pessoinhas como ela.

Tivemos que correr atrás de itens específicos, como a chupeta mencionada no post Parte I, e tivemos que adaptar alguns outros, como vou mostrar a seguir.

Fraldas descartáveis, para espanto geral, não são fabricadas em tamanho menor do que as para Recém Nascidos a termo. Não havia nem nos hospitais! Eu, outras mães na mesma situação e as enfermeiras da UTI Neonatal tínhamos que cortar (com a tesoura mesmo!) as fraldas dos nenês. Como se não bastasse todos os cuidados extra que já demandam os prematuros.

 

Bebê conforto e carrinho também eram muuito maiores do que os que seriam necessários para minha bebê. Tivemos que nos utilizar de adaptators Tabajara para fazer funcionar.

Esta primeira foto mostra a Clarissa quando finalmente saiu do hospital e voltou para casa (De quê adianta obrigar as pessoas a usarem a cadeirinha de carro então?).

Esta segunda foto mostra a nenê dormindo no carrinho. Para que isto acontecesse, imagine que tivemos que mandar fazer um colchão especial para se adaptar ao carrinho, além de forrar com revistas (sim, revistas! foi o que deu certo. rs) para nivelar.

Já havia mencionado no post anterior, mas vale um reforço. Vejam a Clarissa abaixo com um macacão tamanho NB (New Born – Recém Nascido americano – menores do que os nossos):

Repararam quantas dobras na manga?

 

“Definição de Prematuro (fonte: http://www.nascerprematuro.org)

Prematuridade Limite: compreende o grupo de bebês nascidos entre a 37ª e a 38ª semanas de gestação;

Prematuridade Moderada: pode ser definida quando o bebê nasce entre 31ª e 36ª semanas;

Prematuridade Extrema: Os recém-nascidos pré-termo extremo, são definidos como aqueles cuja idade gestacional é menor ou igual a 30 semanas, apresentam, como consequência desta maior imaturidade, problemas mais frequentes e mais graves, sobretudo os menores que 27 semanas.

Um bebê prematuro merece, assim, cuidados redobrados, uma vez que não teve a oportunidade de completar todo o processo de maturação biológico, dentro do útero da mãe.

No que se refere ao seu aspecto físico, destacam-se como principais características, as seguintes:

  • Tamanho pequeno; 
  • Baixo peso ao nascer;
  • Pele fina, brilhante e rosada, por vezes coberta por lanugo (penugem fina);
  • Veias visíveis sob a pele;
  • Pouca gordura sob a pele;
  • Cabelo escasso;
  • Orelhas finas e moles;
  • Cabeça grande e desproporcional relativamente ao resto do corpo;
  • Músculos fracos e atividade física reduzida;
  • Reflexos de sucção e de deglutição reduzidos”

A Clarissa foi considerada prematura Moderada, pois nasceu na 32a semana de gestação. Deixo algumas fotos abaixo, para que, quem nunca viu ou conviveu com um prematuro, possa ter idéia do tamanhinho deles. E, também, para pensarmos se todas as mães de bebês como este não mereceriam ter sua vida minimamente facilitada por produtos específicamente feitos para eles. Eu não tive.

Clarissa na maternidade, logo que nasceu, com a mão do papai na incubadora. Mais ou menos 1k300g.


Clarissa fazendo Canguru (método humanizado que ajuda no desenvolvimento dos prematuros) com papai. Mais ou menos 1k500g.

Clarissa em casa, logo que chegou. Mamãe trocando fraldinha e roupinha. Mais ou menos 1k900g.

Mamães que acabaram de dar à luz a um prematuro!

Mantenham a calma, por mais difícil que seja, e alimentem a esperança. Pois ela existe! A tão esperada saída do hospital irá acontecer. Mas aí, como relatei acima, será uma outra novela.

Beijos,

Dani

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 Comentários

  1. Alessandra says:

    Não tive bebê prematuro, mas uma 2ª gestação considerada de risco. No 5º mês de gestação meu filho já estava encaixado e eu tinha 2 dedos de dilatação. Tomei vários remédios e injeções e usava uma faixa para dar sustentação a barriga. Graças a Deus consegui segurar até quase 40 semanas, mas como havia o risco de ter um parto prematuro corri atrás de roupas menores, mas realmente foi uma missão impossível. Minha mãe achou apenas 1 macacão num supermercado e este era indicado para boneca rsrsrs

    • opiniaosa says:

      Sabe que eu cheguei a pensar em procurar em lojas que vendiam roupas para boneca??? rs
      Obrigada por contar sua história. Assim nossos bebezinhos não serão mais pessoas fantasma no mercado!!
      Bjs
      Dani

  2. Raquel says:

    Dani adorei essa 2ª parte do post tbm. Parabéns pela sua dedicação e do seu marido. Imagino a luta que foi, não é fácil e o mercado não facilita em nada a vida das mães. Mas quem dera que todos os pais fossem como vocês, dedicados, preocupados e não desistissem com os primeiros obstáculos, assim não teríamos tantos casos de maldades cometidas a esses peqnos anjinhos.
    Ah depois vou lhe sugeri um post. Posso? caso a resposta seja positiva rs qr q eu fale por aqui mesmo ou lhe envie por e-mail? Beijinhos

  3. Rachel says:

    Oi Amiga, finalmente consegui um tempinho para te escrever. Lindo depoimento, feliz em comprovar que hj temos uma bonequinha feliz e saudável e a mamãe guerreira que é minha incrível amiga! Vou te sugerir um novo tema: Nascimento dos dentes dos pequenos…o meu príncipe está sofrendo horrores, parece que vão sair todos da arcada superior…Bjs

    • opiniaosa says:

      Oi Rach,

      Que bom vc por aqui!!! Espero que tenha vindo para ficar. rs
      Eu já estou fazendo esta matéria, mas pedi para uma dentista participar. Assim fica mais legal, neh?
      Te aviso quando postar.
      Bjs
      Dani

  4. Natalia says:

    Vocês que são mães de um bebê prematuro,eu fui um bebê prematuro com 5 meses e meio d gestação,á 23 anos atras.Sou perfeita graças a dedicação dos meus amados pais e médicos.Os bebês de vocês são todos vencedores e vocês pais também!

    • opiniaosa says:

      Com certeza Natalia!!! Todos somos. Imagino que há 23 anos, devia ser mais complicado ainda.

      Obrigada por escolher comentar no nosso blog.
      Siga nossas matérias dando um Follow na página inicial.
      Adoramos tê-la por aqui.
      Bjs
      Dani

  5. Carla says:

    Belo blog, me chamou atenção esta postagem. Queridos, passei a mesma coisa que vcs, meu prematuro hoje tem 10 anos de idade. Pelo visto nada mudou, já naquela época era dessa forma. Fraldas enormes, poucas roupas para prematuros, praticamente nao existem nas lojas. Linda filhinha! Parabéns!
    abraços!
    Feliz Natal!

    • opiniaosa says:

      Oi Carla,

      10 anos! Meu Deus! E nada mudou mesmo.
      Parece incrível, não é? Que ainda não exista nada direcionado para estas crianças.
      Nem lei!
      Quem sabe se divulgarmos bem, exista alguma coisinha nos próximos 10! rs

      Obrigada pelo elogio! A Clarissa agradece.

      Obrigada por escolher comentar aqui.
      Seja sempre bem vinda.
      Participe do nosso sorteio.
      Bjs
      Dani

  6. Fernanda says:

    Muito legal essa materia…realmente quem passa por isso,ser mae e pai de prematuros,nao é facil…eu tive pre-eclampsia tbem,e tive que fazer cesaria de emergencia com 26-27 semanas de gestaçao,(depois da cesaria tive a eclampsia,fiquei 5 dias na UTI e 17 no quarto)..minha filhinha Heloísa pesou 1200kg e 28cm,(ficou 14 dias na UTI e 2 meses no quarto)…e passei por esses problemas todos que vc mencionou…nada serve,roupas,fraldas,meias,afff…parece que ninguem pensa nos pequenininhos né…hj,minha princesa tem 5 aninhos,e tem peso e altura normal pra idade dela,nem parece que nasceu tao pequenininha…Parabéns pra nós,que temos esses vitoriosos…realmente presente de Deus.

    • opiniaosa says:

      Oi Fernanda,

      Que bom que gostou! Esta matéria foi uma espécie de protesto meu. rs

      Até que sua neném nasceu grande para o seu tempo de gestação né? Eu achei. Eu também fiquei 5 dias na UTI. Foi um período difícil pois não tinha visto minha filha e nem pude ver até sair. No último dia de UTI já estava até meio depressiva.
      É difícil, eu sei bem. Você ficou com sequelas da pré-eclâmpsia? Eu, até hoje tomo remédio para pressão e para o coração.
      Mas a Clarissa está ótima. E é muito bom saber que sua Heloísa também está bem.
      Eles são a prova que Deus ainda confia em nós!!

      Obrigada por escolher comentar aqui. Adorei saber sua história.
      Venha sempre. Se quiser, aproveite que estamos sorteando 1 kit de produtos Kiehl´s.
      Se quiser participar veja o post aqui no blog.

      Seja sempre bem vinda. Um ótimo Natal para você e sua família. E um beijão na sua Heloísa.
      Dani

      • Fernanda says:

        Oi Dani,
        Entao,eu nao fiquei com sequelas da pre-eclampsia nao…10 dias depois da cesaria,minha pressao e coraçao ja estavam normal,o que me deixou bem mal foi a anemia cronica,porque tive muita hemorragia,e tive que fazer tratamento por mais de 1 ano,mas hoje está tudo normal,pressao,coraçao e nao tenho mais anemia…só que nao posso mais engravidar…minha médica diz que uma nova gestaçao,traria riscos maiores que estes que passei…meu marido mais que depressa fez vasectomia,rsrssrsrs….beijinhos pra vc e pra Clarissa…

        • opiniaosa says:

          Oi Fe,

          Anemia crônica? Eu fiquei com anemia no primeiro mês despois do nascimento da Clarissa, pois também tive que fazer cesárea. Nem cheguei a fazer tratamento, mas tudo se normalizou.
          Eu decidi que não vou mais engravidar também não. Foi uma gravidez muito difícil e não estou afim de passar de novo. Não consegui nem me livrar dos remédios desta ainda. rs

          Bjs e volte sempre, viu?
          Dani

  7. Michelle says:

    Parabéns, sua filha é liinda! A filha de um colega de trabalho dos meus pais deu a luz ao seu filho aos 5 meses de gestaçao. Ele nasceu com pouco mais de 200g, muito pequeno mesmo, e realmente nenhuma roupa servia. Mas, graças a Deus, hoje ele é uma criança linda, está com uns 6 meses, muuuito gordinho, a coisa mais linda. E tem também o bebe da minha prima, ele nasceu com lábio leporino, entao tem dificuldade em ganhar peso. Hoje, com quase 3 meses de vida que ele está com 3,9kg, e precisa chegar pelo menos aos 5kg para poder operar. Aproveito aqui para pedir, caso vc seja religiosa, que vc peça a Deus que ilumine e ajude aquela criança.

    • opiniaosa says:

      Oi Michelle,

      Feliz Natal!

      Obrigada pelo elogio! A Clarissa agradece :-)
      5 meses de gestação é bem cedo mesmo! Imagino o que esta mãe deve ter passado. Todo o tempo de UTI, as inseguranças, o clima. É tudo bem complicado e abala. Eu sei bem disto. Mas fico tão feliz quando ouço histórias como esta!!! Onde tudo deu certo. Depois que minha filha saiu da UTI, queria saber como estavam os bebês das mães que ficaram lá. Rezei cada dia por elas.

      Lábio Leporino, por incrível que pareça, é muito comum no Brasil. Sua prima está conseguindo amamentar no peito o bebê? Seria legal se ela conseguisse, pois previne a anemia e fortalece a musculatura do pequenino. Se ela não está conseguindo, está dando leite na seringa? Ajuda a mater o peso.

      Não se preocupe, Mi. Tudo vai se acertar. Sei que daqui a algum tempinho, você vai voltar aqui e me contar que tudo correu bem (Não me deixe sem notícias, hein! rs). Vou colocar ele em minhas preces, como ele se chama?

      Leia esta matéria e mande para sua prima. Vocês vão ver que esta fase difícil vai passar.
      http://noticias.r7.com/saude/noticias/exemplos-de-superacao-mostram-que-labio-leporino-pode-ser-contornado-com-sucesso-20110607.html

      Mantenha a fé e não guardem tristeza, pois a criança sente.

      Obrigada por nos enviar seu comentário.
      Seja sempre bem vinda aqui.
      Se quiser participar, está rolando um sorteio legal. Veja o post aqui no blog.
      Bjs,
      Dani

  8. Fernanda says:

    Ah,gostei mais dessa,rsrrsrs…

  9. Clara Xavier says:

    Dicas ótimas!! Que blog SHOW!

  10. Renan says:

    Bem interessante, parabéns aos pais e à linda bebê! Amor e paz para a família!
    Quando você falou sobre o macacão me veio a idéia de encomendar para uma costureira.
    Já pensando sobre o calçado, perto da minha casa tem uma loja que vende partes separadas para você montar seu próprio calçado, nunca entrei lá mas talvez tenha o tamanho dela.
    E por fim, pensando sobre a questão das fraldas, talvez produzir uma fralda mais tecnológica com a possibilidade de ajustar conforme o tamanho do bebê. A marca Chicco muito provavelmente se interessará por essa idéia, talvez valha a pena se comunicar com eles.

    • Opinião SA says:

      Oi Renan,

      Muito obrigada pelas dicas!!!!
      Amei.

      É difícil mesmo. Foi uma novela. Até porque um prematuro te pega de calças curtas. rs
      Nenhuma peça do enxoval preparado serve. E é muito raro encontrar para vender. Isso aqui em SP, imagine em cidades menores.
      Eles devem contar com aquelas tias e avozinhas tricoteiras, pq senão não tem como.

      Já não chega todo nosso sofrimento desta etapa sofrida…Não encontrar nem fralda que sirva, dói no coração de uma mãe.
      Procuramos essa fralda mais tecnológica, mas dependendo do tamanho do bebê não cabe nem assim. No próprio hospital as enfermeiras passavam a noite cortando fraldas para fazer caber nos mini bebezinhos.

      Em outros países mais avançados existe um mercado que atende. O nosso, nesse ponto (e em muitos outros) é muito atrasado.

      Obrigada pelas dicas super criativas e de boa vontade. Muita paz e saúde para os que você ama também!
      Seja sempre bem vindo aqui. Volte sempre.
      Bjs
      Dani

  11. Lindo relato, tanto a parte i quanto a parte ii, passei tudo o que você descreveu. Minha filha nasceu com 1,300kg e saiu do hospital 44 dias depois com1,995kg. Foi um pouco complicado no inicio mais hoje ela tem oito anos e é forte e saudável. Para mim a pior parte era a fralda descartável muito grande. Cheguei a tentar usar a de pano, mas teu alergia na pobre. Sua filha é linda. Meus parabéns.

    • Opinião SA says:

      Sei bem como é Maria Amélia!
      A gente chega do hospital com aquela pequena criaturinha que chega até a dar tremedeira né? rs
      E eu bem me lembro das noites que fiquei até tarde cortando fralda, para fazer caber.
      Mas passa. Eles crescem fortes, Graças a Deus!

      A minha já está com 2 anos e 1 mês e está super saudável. Eu também acho ela linda (diz aqui a mãe. rs), obrigada!

      Super bjs
      Dani

  12. divaneide alves says:

    ola boa noite eu estou passando por tudo isso agora,meu segundo filho nasceu com 30 semanas de gestação pesando 1,05kg de pouco a pouco eu sei que ele vai se recuperar e ganhar peso,mas o coração dói muito quando vou pra casa e deixo ele la e muito difícil eu não vejo a hora de poder pegar-lo no colo.oro todos os dias a deus pai pra mim alcançar essa graça entao peço que ore por mim e pelo meu pequeno o Rafael.bjs

    • Opinião SA says:

      Querida Divaneide,
      Como eu sei o quanto isso é difícil!!!
      Creia.
      Hoje em dia, Graças a Deus, as chances existem, a medicina está mais avançada e a vida tem um poder enorme em si mesma.
      Vou rezar por ele e por você.
      Bjs
      Dani

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *